Ache alguém parecido com você...

quinta-feira, 29 de junho de 2017 Nenhum comentário
     
     Os opostos se atraem. Não, os opostos não se atraem. Os opostos se atraem pela sensação do desafio, do “proibido” daquele frio na barriga.  Mas, por quanto tempo os opostos se atraem? Sorte de quem mantém. Seja por dias, meses, ou quem sabe por uma vida inteira. Talvez, numa vida inteira os opostos já deixaram de ser opostos. Ache alguém parecido com você, os opostos não se atraem. 

Senta aqui, vou lhe falar sobre mim.

terça-feira, 18 de abril de 2017 2 comentários

Esse é meu eu inteiro. A minha verdade nua e crua, meu eu natural e espontâneo. Sou sem deixar de ser, e sem ser o que um outro ser quer que eu seja. Sou as minhas verdades, os meus medos, a minha coragem. Sou as minhas páginas escritas, meu caminho percorrido, minhas lágrimas doloridas. Eu sou a minha poesia, sou o verso de uma melodia escrita por um verdadeiro poeta, o que é apaixonado. Sou feita de sonhos e amor, essa é a minha composição. E que seja assim eternamente, um riso leve e um amor que me leve pra qualquer lugar que for. Por favor garçom, me traga um café pois preciso pensar. Afinal, quem sou eu?  
terça-feira, 28 de março de 2017 Nenhum comentário
   

      E seremos sempre assim, um misto de desejo e amor, de cumplicidade e loucura, de desafios e  calmaria. Sempre seremos o beijo depois da briga, o abraço depois do choro. Sempre seremos a conversa no meio da noite, o bom dia logo ao acordar. Seremos o almoço de domingo em família, mas antes, seremos um sábado a noite "proibido para menores". Somos um misto de opostos. Opostos que se atraem, que se envolvem, que se entregam, que se amam. Opostos que fazem dar certo. 
     Eu sou o amanhã, a certeza, os sonhos. Tu é o hoje, o desafio, a realidade. Eu sou tua, e tu me pertence. Tu é a minha droga, é meu mar, o meu desejo. E eu... ah sou o clímax da tua história. 
Me ama, me transborda, me faz sentir plena. Somos almas livres que prenderam-se entre si. 

A sensação de apaixonar-se todos os dias pela mesma pessoa.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017 4 comentários
     


     É complicado explicar. Como posso dizer a alguém que nunca experimentou disso, o que tu me transmite a cada dia? Como explicar que o teu cheiro e o teu abraço me confortam quando meu choro é o único barulho sonoro? Como explicar que só de ouvir tua voz meu coração se sente leve?
     A minha alma é completamente apaixonada pela tua, e os teus olhos refletem a minha felicidade. Cada momento contigo é inesquecível, e eu nunca, em momento algum, vou querer outro abraço, outro beijo, outro cheiro a não ser o teu. Cada dia mais que passamos juntos, meu coração grita “ é ele ”. Tu diz que sou boa com textos, mas em nenhum – dos milhares que escrevi pra ti, descreveram ao certo, e, completamente, a sensação de amar você.

Amar pode doer

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017 1 Comentário
     

     Amar pode doer. Assim eu falo com um breve e leve tom de incerteza. Até parece que nunca senti essa dor. Muita gente acha que, quando escuta ou lê a frase “amar pode doer”, ou, “amar doi”, é só com relação ao término. Mas amar doi no simples fato de amar. Amar doi porque muitas vezes o que tu sente é tão grande que teu coração não suporta, e isso é como se o rasgasse. Doi porque tu tem medo de perder a outra pessoa. Amar doi porque vem as brigas, vem as incertezas e as noites mal dormidas. Doi porque as vezes cansa. Amar doi porque temos que aceitar que o outro não é perfeito e a gente também não. Amar doi porque muitas vezes a gente precisa mudar. Amar doi. Muito.
      Amar doi porque amamos o outro, não a nós mesmos. Assim, poderíamos ter a certeza, que não sairíamos machucados no final. Amar doi porque não é amor de pai e mãe, que te dá a certeza que independente de qualquer falha tua, vai continuar ali te amando e te apoiando. Amar doi porque não é o amor do teu cachorro, que não se importa que sejas chato, ou se estais estressado, vai estar sempre pronto pra te dar uma bela lambida no rosto, e vai te olhar com aqueles olhinhos que dizem que és a pessoas mais perfeita do mundo. Amar doi porque diante dos obstáculos que a vida coloca, tu se sente impotente, cansado e incapaz de fazer a outra pessoa feliz. Amar doi porque pode chegar em um determinado momento que tu simplesmente vai se ver em um beco sem saída, e tu vai saber que a falta daquela pessoa vai causar um estrago enorme na tua vida. Amar doi porque tu sabe tudo da outra pessoa. Sabe se ela prefere o dia ou a noite, se ela prefere vermelho ou azul, tu sabe qual o número do calçado dela, e da camisa também. Tu sabe, tu conhece a família dela, sabe a matéria que ela ama e a que odeia, tu sabe pra qual time ela torce. Sabes tudo dela.

     Amar doi porque amor é como um passarinho. Tu não pode guardar ele em um pote, nem no bolso, nem trancar na mão para que nunca saia. Porque é justamente isso que mata o passarinho, assim como o amor. Mas deixar ele livre, abrir a mão, tirar do bolso, deixar o pote aberto, é estar deixando a pessoa livre pra ir, a hora que ela quiser.

Especial - 1 ano

domingo, 5 de fevereiro de 2017 6 comentários
     Olá pessoinhas que acompanham o blog! Hoje, dia 5 de fevereiro de 2017, estamos completando 1 ano de trajetória. Resolvi fazer um post um tanto quanto inusitado por aqui, até por que tags não são o forte do blog. Espero que gostem, um beijão!


1- Último filme que assistiu
Águas rasas

2-Último livro que leu
Pra onde ela foi

3-Uma receita que fez
Bombom de travessa

4-Motivos pelos quais você bloga
Adoro escrever
Poder compartilhar meus pensamentos com alguém

5-Pra onde iria se pudesse voar?
Iria pro mais alto que pudesse ir

6-O que te inspira?
Meus sonhos

7-Seus maiores medos
Perder as pessoas que amo
Ficar sozinha a noite ( P.S tenho pânico de ficar sem ninguém por perto )

8-Coisas nas quais você não é bom
Qualquer coisa que envolva ter boa memória
Qualquer coisa que envolva cantar

9-Coisas que te fazem feliz
Minha família, amigos, namorado
Coisas simples, como uma conversa que dura hoooooras
Praia
Realizar algum sonho

10- Coisas inusitadas sobre você
Falo demais, pelos cotovelos
Sou muito ansiosa
Sou hiperativa
Uso óculos
Amo a área das exatas, mas quero cursar humanas
Eu sou completamente apaixonado pela praia, mas minha estação favorita é o inverno
Sou extremamente teimosa
Debates é comigo mesmo, o que não falta é argumento
Amo meu cabelo cacheado, por mais que as vezes eu tenha vontade de arrancar fora rsrs
Quando não gosto de alguém ou alguma coisa, fica extremamente claro.

11-Um dia na sua vida
Impossível escolher só um

12-Como conheceu o seu amor
Começamos a conversar pelo Facebook, mas ele já tinha sido meu vizinho.

13-Um sonho
Muitos, não sei escolher só um

14- Uma causa pela qual você é apaixonado
Resgate de animais abandonados
Órgãos militares em missões diretas com o povo

15-Faculdade que vai cursar
Direito

16-Profissão dos sonhos
Policial

17-Seus hobbies
Encontrar um pessoal pra jogar conversa fora
Viajar
Assistir filmes/conversar/fazer qualquer coisa/ com meu namorado

18-Comida favorita
Praticamente todas, mas não dispenso uma boa feijoada da mamãe <3

19-Animal de estimação
Meu cachorro, Dobby <3

20-Três pensamentos fixos
Tudo é questão de querer
O Impossível é só questão de opinião
As almas se reconhecem pela energia, não pela aparência



Das coisas que mudaram depois de você

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017 Nenhum comentário
   
   
  Foram tantas as mudanças eu fizeste em mim. Engraçado, justo na pessoa que dizia não mudar por ninguém. Mas aprendi que não é errado mudar por alguém que nos ama. Somos seres falhos, e mudar pequenos detalhes para ser uma pessoa melhor para si e para o outro, só faz bem. Quando chegasse, é como se meu corpo/mente/alma, saísse do inverno, e entrasse na primavera. Você me floresceu. Talvez seja essa a explicação pra tantas borboletas no meu estômago. 
    Desde que te conheci, eu pude perceber o por que tantas pessoas tem medo do amor. Sabe, é um misto de sentimentos. Eu tive medo de te perder, mas eu sabia que precisava ficar ali, queria cuidar de ti, e queria que as coisas dessem certo. Aprendi que ter uma discussão, não significa um término. E o que mais aprendi, foi ficar. Eu que nunca me prendi a alguém, decidi amarrar meu burro no teu coração. Aprendi tantas outras milhares de coisas, mas que são só nossas. 

Acho que aprendi, mesmo que minimamente, o que é o amor.
 
Desenvolvido por Michelly Melo.